Telefone
(54) 3361.3535
Cenário econômico brasileiro está relacionado às eleições
Quarta - Feira, 05 de Setembro de 2018
Em palestra realizada pela Acisar e Sicredi, economista e doutor em Economia Aplicada Alexandre Barbosa fez análise do cenário econômico
Para uma plateia de empresários e profissionais ligados às finanças, o economista e doutor em Economia Aplicada Alexandre Englert Barbosa apresentou uma análise do cenário econômico brasileiro. O panorama foi exposto em palestra realizada pela Associação Comercial Industrial Serviços e Agronegócios (Acisar) e Sicredi Região da Produção RS/SC na noite dessa terça-feira (04/09).

Entre as autoridades presentes, estiveram o presidente da Central Sicredi Sul/Sudeste Fernando Dalagnese, o presidente da Sicredi Região da Produção RS/SC Saul João Rovadoscki e o presidente da Acisar Marcio Tonetti.

Para o presidente da Central Sicredi Sul/Sudeste Fernando Dalagnese, o encontro também é um momento de reflexão para ser mais assertivo nas decisões empresariais. Na visão do presidente da Acisar, Marcio Tonetti, este é um momento de muito inseguro para a economia das empresas. “A gente batalha, mas ainda assim é difícil tomar decisões, por isso nada melhor do que ouvir um expert na área”, declarou.

Cerca de 200 pessoas acompanharam as explanações de Alexandre, que também é superintendente de Riscos e Economia do banco cooperativo Sicredi.

Eleições e economia

O cotidiano das empresas e de cada indivíduo da sociedade é impactado por decisões políticas. Assim também é a economia que reage de maneira positiva ou negativa. Isso foi o que demonstrou Alexandre Barbosa em argumentações baseadas em números e exemplos.

De acordo com o palestrante, a situação que o país vivencia hoje e o que está por acontecer tem relação com as eleições presidenciais que estão próximas. A economia brasileira passa por turbulências que são resultados de atitudes realizadas por presidentes anteriores, do impeachment presidencial de 2016 e medidas adotadas pelo atual governo, entre outros fatores.

É importante conter os gastos públicos. Agora temos que ir no caminho oposto ao que nos levou até aqui. Quem vier a ser presidente terá que fazer uma reforma da Previdência, se não fizer reforma, provavelmente os impostos serão aumentados; é preciso reduzir os impostos e para isso é fundamental reduzir os gastos. A privatização é uma das saídas”, afirmou Alexandre.

Além da palestra, os convidados puderam interagir e trocar ideias ao saborear lanches e bebidas.
Fonte: Acisar
FOTOS
COMENTÁRIOS